ADOTE

Está procurando um amiguinho? Vários esperam por um lar !




DENUNCIE

Maus tratos e abandone é crime! Denuncie aqui




PERDIDOS

Se você perdeu seu Pet, cadastre-se aqui




ACHADOS

Se você achou um Pet, cadastre-se aqui




111 mil procedimentos em Hospital Veterinário


Acaba de ser divulgado o primeiro balanço dos atendimentos e procedimentos realizados pelo hospital público veterinário para cães e gatos, implantado em São Paulo, o primeiro do Brasil. Os números impressionam: em sete meses, mais de 13 mil consultas e retornos; 27 mil exames laboratoriais; quase 40 mil procedimentos de administração de medicamentos e 5,5 mil curativos. Além disso, 1,7 mil cirurgias, inclusive ortopédicas e bastante complexas. No total, 111.752 procedimentos.

“É de emocionar”, comenta o vereador Roberto Tripoli (PV), autor do projeto, complementando: “valeu a pena tanta luta e tanta ousadia. Sabíamos que a demanda reprimida era enorme, mas não era possível mensurar quanto, já que este é o primeiro hospital público veterinário para cães e gatos implantado no Brasil”.
Vale lembrar que Tripoli e Organizações pelos Direitos Animais lutavam pelo hospital há tempos, demonstrando para as autoridades municipais a necessidade de atendimento veterinário gratuito para animais de famílias que não conseguem pagar consultas, procedimentos e exames em estabelecimentos particulares. No final de 2011, o vereador conseguiu aprovar na proposta orçamentária de 2012 uma dotação de R$ 10 milhões, específica para a implantação do hospital veterinário para cães e gatos. Em seguida, fez inúmeras gestões junto ao prefeito, até que a conquista se consolidou.
O caminho encontrado pela Prefeitura para implantar o hospital foi um convênio com a Anclivepa-SP (Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais-seção São Paulo), que se responsabilizou pela montagem e administra o serviço. O hospital localiza-se na Rua Professor Carlos Zagotis, 3, no Tatuapé e já ganhou um anexo, na Rua Serra de Japi. O atendimento é voltado para cães e gatos de famílias carentes e também aqueles socorridos por protetores independentes e ONGs.

Fonte:
Site Anda - www.anda.jor.br

Gostou: Compartilhe!!!

Facebook Share Button